Total de visualizações de página

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

10 dicas para sair do vermelho

Queridas amigas,


O ano está acabando e você constata triste e pesarosa que falhou na promessa de “sair do vermelho”... Pelo contrário... Esta mais enrolada ainda!!!!
Agora parece que tudo virou uma bola de neve e você nem sabe por onde começar. .. Seu 13º está comprometido e seus cartões de crédito estão bloqueados... Natal nem pensar! Saiba que você não está sozinha e existem milhares de pessoas na mesma furada que você... Mas, quantas pessoas nesta mesma situação sairão vitoriosas nesta empreitada?

Não é fácil mesmo colocar as finanças sob controle, precisa-se de determinação e vontade férrea. Mas, se aquele seu amigo consumista conseguiu, por que você não teria sucesso?

Navegando no site http://www.maisdinheiro.com.br de Gustavo Cerbasi, encontrei este “decálogo” com idéias muito interessantes e eficientes pra quem quer REALMENTE deixar as dívidas pra trás.

Confira:



1- Jamais use o cheque especial ou o pagamento parcial do cartão de crédito. Peça empréstimos no banco, que saem mais baratos;

2- Passe a controlar os saldos de seu cartão de crédito com mais freqüência, pelo menos a cada 10 dias, para que deixe de gastar além do esperado;

3- Tenha uma idéia do tamanho de seu problema: a primeira coisa a fazer é anotar TODOS os gastos do mês, inclusive os gastos pequenos, para descobrir onde cortar;

4-Elabore um plano radical de enxugamento de gastos na maior intensidade possível, para que a dívida seja amortizada de uma vez. Não adianta ir pagando aos pouquinhos, pois os juros voltam a aumentar rapidamente a conta que você já pagou;

5- Quanto mais intenso for o corte de gastos e menor o tempo necessário para isso, menores serão os desgastes no relacionamento familiar;

6- Acabe de vez com a tentação das compras a prazo;

7-Use todos os tipos de poupança que você tem. Não adianta estar com investimentos e perder mais com os juros da dívida. O mesmo vale para bens como terrenos e imóveis à espera de valorização;

8- Fuja de atividades de lazer que custam. Aprenda a valorizar as coisas preciosas da vida que não custam nada, como um passeio ao ar livre ou uma reunião com amigos ou com a família;

9- Enquanto não conseguir quitar toda a dívida, substitua-a por outras mais baratas, como antecipação de restituição de Imposto de Renda ou venda do automóvel e compra de outro parcelado. Use todo o dinheiro da venda para reduzir a dívida.

10- Divida seu plano de ajuste com a família. É importante que todos estejam engajados, para que haja maior co-motivação.


Gustavo Cerbasi é Mestre em Administração / Finanças pela FEA/USP, e formado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas.

É autor dos seguintes livros:

• DINHEIRO – O SEGREDO DE QUEM TEM (Ed. Gente)

• CASAIS INTELIGENTES ENRIQUECEM JUNTOS (Ed. Gente)

• FILHOS INTELIGENTES ENRIQUECEM SOZINHOS (Ed. Gente)

• FINANÇAS PARA EMPREENDEDORES E PROFISSIONAIS NÃO FINANCEIROS (Ed. Saraiva)

• CARTAS A UM JOVEM INVESTIDOR (Ed. Campus)

• INVESTIMENTOS INTELIGENTES (Thomas Nelson Brasil)

• COMO ORGANIZAR SUA VIDA FINANCEIRA (Ed. Campus)

• MAIS TEMPO, MAIS DINHEIRO (Thomas Nelson Brasil)



É colunista das revistas Você S/A e Nova, do Transnotícias / Rádio Transamérica e colaborador de diversos outros veículos de mídia impressa, televisiva e internet.
Gostaram destes conselhos valiosíssimos? Saiba mais lendo as obras do mestre relacionadas acima.
Eu no momento estou lendo “Mais tempo, mais dinheiro” e está sendo muito proveitoso.

Palavra da KIKI

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário